quinta-feira, 19 de julho de 2012

19/jul- Operadora está proibida de vender chips em todo Pará

A operadora TIM está proibida, a partir da próxima segunda-feira (23) de vender chips. A empresa não será multada, a não ser que descumpra a determinação de suspender as vendas.

A decisão partiu do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, que anunciou a suspensão das vendas quarta-feira (18). As operadoras Claro e Oi também foram enquadradas, mas em outros estados brasileiros, no Pará, a venda de chip dessas operadoras continua normalmente.

No caso da TIM, a decisão vale para 19 estados brasileiros, incluindo o Pará, enquanto que para a Oi, são 5 os estados afetados e, para a Claro, as vendas estão suspensas em três unidades da federação.

Segundo a Anatel, a decisão, que engloba os serviços de voz e dados, foi motivada por problemas na qualidade dos serviços prestados. As vendas poderão ser retomadas, segundo Rezende, somente após as empresas apresentarem planos de investimentos, o que deverá ser feito dentro de até 30 dias, contendo metas para resolver problemas apresentados.

'É uma medida extrema para arrumar do setor. Queremos que as empresas deem uma atenção especial a qualidade da rede, principalmente com relação às constantes interrupções que têm sido sentidas no mercado. É uma solução extrema', declarou o presidente da Anatel, João Rezende. Ele lembrou que o país terá desafios nos próximos anos, com o início do serviço 4G, com a Copa das Confederações e, também, com a Copa do Mundo de 2014.

Segundo Rezende, o mercado de telefonia móvel tem apresentado constante crescimento no país, sendo cada vez mais demandado pela população brasileira, principalmente com relação à internet móvel. 'Os aplicativos sociais têm exigido cada vez mais serviços, cada vez mais rede para os usuários. Eles têm demandado muito esse serviço, exigindo qualidade nos serviços das operadoras', acrescentou ele.

Posicionamento da TIM - Sobre a determinação da Anatel, a TIM vem informar aos seus clientes, acionistas e ao público em geral que recebeu com bastante surpresa a medida tão extrema adotada pela Anatel, que de forma desproporcional bloqueou novas adições em 19 estados.

Tal medida desproporcional da Anatel certamente afetará a competição no setor de telecomunicações no País em beneficio de alguns concorrentes e em prejuízo aos mais de 200 milhões de usuários.

A TIM reafirma que está desenvolvendo um conjunto de projetos de infraestrutura para seguir suportando o seu crescimento e capturando as oportunidades que o mercado brasileiro oferece.

Fonte: Portal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário