segunda-feira, 11 de junho de 2012

11/jun- Itaituba: menores morrem afogadas em piscina de empresa


   Por volta das 14:00hs deste sábado (09), duas menores morreram afogadas quando tomavam banho na área de uma empresa revendedora de piscinas em Itaituba, no sudoeste paraense . As menores foram  encontradas já sem vida dentro da piscina.  O caso foi registrado na 19ª Seccional de Polícia Civil de Itaituba.

As crianças, de 5 e 7 anos de idade, resolveram brincar em uma piscina de uma empresa do ramo e acabaram morrendo.

 As menores moram em ruas próximas do local onde ocorreram as mortes e, segundo vizinhos, crianças costumeiramente mergulhavam na piscina da empresa. Os vizinhos foram os primeiros a avistarem o corpo das menores na água e acionaram as autoridades. Houve muita polêmica porque a área onde a piscina fica em amostragem não seria protegida e a piscina estava cheia. Pais das menores alegam que houve falta de cautela e segurança. Porém, o advogado da empresa questiona o descuido dos pais, que não sabiam que as menores estavam em área particular em plena tarde.

 O local onde os afogamentos aconteceram foi interditado e os representantes da empresa não se pronunciaram sobre o caso.

Com informações e imagem de http://garimpandonoticias.blogspot.com.br/ 

A imagem abaixo mostra o corpo das duas menores dentro da piscina e contem cenas que podem causar impacto. Por tanto, certifique-se de que deseja visualizar a imagem e em seguida clique no link abaixo:







    

Um comentário:

  1. Professora da Rede Pública Municipal11 de junho de 2012 13:58

    O que estão fazendo com as nossas crianças? De quem elas merecem ganhar respeito, se o adulto não tem tal valor à oferecer? Confiar em quem, meu Deus?

    Fico indignada com tamanha irresponsabilidade, seja das pessoas que no mínimo deveriam sentir falta de um serzinho tão dependente de cuidados, seja maior ainda da Empresa que ignorou a facilidade, promovida propositalmente, de acesso às piscinas. Ora, esta é e será sempre a preocupação do Empresário VENDER. No entanto, certamente reservou em local bem seguro seu cofre. Este é o valor que a Empresa tem a oferecer, o desejo por mais dinheiro. Tempo ou caráter de pensar em prevenções de vida humana, não houve nem haverá. Afinal! o cotidiano do Empresário é reuniões para captações de lucros, não dá tempo de buscar informações ou formações para entender a valorização da vida humana.

    ResponderExcluir